Bebé da Madeira encontrado com vida


E afinal parece que o bebé Daniel, de 18 meses, apareceu...milagrosamente...

Ainda existem milagres e eu quero pensar dessa forma...aqui fica a noticia para vocês.

"Foi encontrado com vida, esta quarta-feira, o bebé madeirense, de 18 meses, que estava desaparecido desde domingo, noticiou em primeira mão a CMTV. A criança foi encontrada numa levada – um canal construído para conduzir água –, a cerca de dois quilómetros de casa, por um funcionário da represa de água, na Calheta, Madeira, por volta das 8h30 e não corre perigo de vida.

Daniel terá adormecido na represa de água, onde permaneceu mais de 48 horas sozinho e sem alimentação, apurou a equipa de reportagem da CMTV na Madeira. Tudo indica que o bebé terá saído de casa dos padrinhos, por volta das 13h00 de domingo, onde se encontrava com os pais e outros familiares numa festa, pelo seu próprio pé. No entanto, a polícia ainda não descarta a possibilidade de rapto, uma vez que a criança tem apenas 18 meses e estava a aprender a dar os primeiros passos.
Pergunta CMAcompanhou caso de desaparecimento?SIMNÃOVer Resultados
Daniel foi transportado para as Urgências do Hospital do Funchal, mas apenas por uma questão de prevenção. O facto de o bebé ter estado desaparecido durante três dias pode ter provocado problemas de subnutrição e desidratação.
"A criança acabou de dar entrada (09h30) nas Urgências, aparentemente está bem, com sintomas de hipotermia, e está a ser avaliado pelos médicos da Pediatria", adiantou fonte da unidade de saúde.

LEVADEIRO NÃO DUVIDA QUE BEBÉ FOI DEIXADO NA LEVADA
José Jardim, um levadeiro reformado que conhece bem o local onde Daniel foi encontrado, não tem dúvidas de que o bebé foi deixado na levada, sublinhando que uma criança de 18 meses não conseguiria chegar até ao local.
“Até uma pessoa de idade não chega aqui”, explicou José Jardim ao jornal ‘Diário de Notícias da Madeira’. O levadeiro reformado garantiu também que a polícia fez buscas no local.
BUSCAS INTERROMPIDAS
O pequeno Daniel estava desaparecido desde a tarde de domingo. A criança, de apenas 18 meses, deixou de ser vista durante um almoço de família realizado em casa de um tio no Estreito da Calheta, Madeira.
A Polícia Judiciária (PJ) do Funchal parou anteontem as buscas para tentar encontrar a criança, uma decisão que deixou a família do bebé bastante revoltada.
“A polícia não está a fazer um bonito trabalho. Estão parados à espera que alguém faça alguma coisa, mas eles é que têm de fazer”, comentou na altura o pai do menino, Carlos Sousa.  
Após a interrupção das buscas, os pais do pequeno Daniel foram levados até às instalações da PJ, onde foram ouvidos durante várias horas.   
Estava previsto que as buscas fossem reativadas esta quarta-feira de manhã, a pedido da Policia Judiciária, que pretendia alargar o perímetro das operações para tentar encontrar  o bebé.

BEBÉ OBSERVADO NO HOSPITAL
O Hospital do Funchal, para onde o pequeno Daniel foi transportado para observações, convocou uma conferência de imprensa para dar informações sobre o estado de saúde do bebé.
De acordo com informação avançada pelo Dr. Nélio Mendonça, o menino de 18 meses chegou àquela unidade hospitalar numa situação clinicamente estável, consciente, muito frio e com um choro vigoroso.
A criança deu entrada pelas 09h30 nas Urgências do hospital, onde vai permanecer pelo menos até amanhã aos cuidados do serviço de Pediatria, anunciou o pediatra Guilherme Luís Nunes, precisando que o menino não apresenta hematomas ou indícios de violência.
Admitindo que é “muito difícil e intrigante”, uma criança com a idade do pequeno Daniel permanecer tanto tempo fora de casa sujeito a baixas temperaturas e apresentar este quadro clínico, o pediatra adiantou que o bebé continua a fazer exames e que mostra ter apetite.

in
http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/bebe-da-madeira-encontrado-com-vida

Share this:

Comente

0 Profissão Mães Comentaram!!!:

Enviar um comentário

Desabafe o que lhe vai na Alma!